Canabidiol pelo SUS: Saiba como conseguir o CDB na Justiça

Canabidiol pelo SUS: Saiba como conseguir o CDB na Justiça

Canabidiol: Saiba como obrigar o SUS a custear a medicação para o seu tratamento

 

 

Saiba como obter Canabidiol pelo SUS

 

No dia 03 de dezembro de 2019, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a produção e o comércio do medicamento Canabidiol (CBD), a base de cannabis, popularmente conhecida como “maconha medicinal”.

 

Essa decisão ampliou as possibilidades do paciente de conseguir o canabidiol pelo SUS, assim como também é possível conseguir o canabidiol pelo plano de saúde. Desde a aprovação, o canabidiol passou a ser comercializado nos seguintes formatos:

 

  • Uso oral;
  • Aplicação nasal;
  • Comprimidos;
  • Líquidos;
  • Soluções oleosas.

 

Desta forma, com o registro do Canabidiol (CBD) houve uma ampliação da obrigação do Sistema Único de Saúde (SUS) em fornecer medicamentos à base de cannabis.

 

Mas, nem todas as pessoas sabem como obter o medicamento e o que fazer em caso de negativa de fornecimento.

 

Pensando nisso, a equipe do escritório Elton Fernandes – Advocacia Especializada em Saúde preparou este artigo especial sobre o tema, respondendo as principais dúvidas sobre o fornecimento do canabidiol pelo SUS. Clique no botão abaixo e continue a leitura!

Continuar Lendo

 

Meu médico me indicou o Canabidiol, tenho chance de conseguir o medicamento pelo SUS?

Sim. A partir do registro sanitário na Anvisa, o Canabidiol está LIBERADO para a produção e consumo e, portanto, caso o seu médico indique o uso do medicamento para tratar a sua doença, há ainda mais razões para exigir o fornecimento de canabidiol pelo SUS.

 

O SUS deve visar a garantia do cidadão no Direito à Saúde, no entanto, a saúde pública tem muita dificuldade em garantir aos indivíduos o acesso aos medicamentos prescritos pelo médico para o tratamento necessário.

 

Para você buscar a medicação, será necessário que seu médico elabore um relatório reforçando a sua necessidade de utilizar o Canabidiol para tratar a sua doença, seja ela qual for.

 

Para além da prescrição médica, é de suma importância requerer ao profissional que está lhe prescrevendo o medicamento um relatório detalhado, demonstrando o estado de sua doença, ressaltando a importância do tratamento via canabidiol e esclarecendo quais os prejuízos podem ocorrer se não for utilizado.

 

Quanto mais detalhado o relatório médico, maiores são as chances de viabilizar o medicamento judicialmente, sendo de suma importância procurar um advogado especialista em SUS para evitar riscos desnecessários.

 

Como conseguir Canabidiol pelo SUS? Em quanto tempo terei acesso ao medicamento?

Se você tem dúvidas sobre como conseguir Canabidiol pelo SUS, saiba que com um relatório médico detalhado em mãos comprovando a necessidade do medicamento a sua urgência em utilizá-lo, é possível viabilizar o fornecimento do canabidiol pelo SUS em 48hr, por intermédio de decisão liminar.

 

É importante destacar que a liminar é uma medida excepcional adotada pela Justiça para fornecer o Canabidiol pelo Estado quando há dois requisitos presentes em determinando processo, sendo estes:

 

  1. Demonstrar probabilidade do direito da pessoa em conseguir o canabidiol, que será evidenciada pelos documentos apresentados ao Juiz. Sendo assim, para cumprir este requisito é necessário demonstrar ao Juiz fortes evidências de que o canabidiol é de fato necessário para o bem estar do paciente e que a sua falta causar grandes prejuízos, bem como, comprovar por meio de documentos que não possui condições de arcar com tal medicamento.

  2. Demonstrar o perigo na demora de aguardar o processo finalizar para viabilizar tal medicamento. Sendo assim, há necessidade de demonstrar ao Juiz que se a pessoa que precisa do medicamento aguardar o fim do processo para ter acesso ao canabidiol, poderá sofrer danos irreversíveis ou muito severos ao seu estado clínico.

 

Desta forma, comprovada a urgência do caso, via de regra, o Juiz dará uma decisão em 48hrs a partir do momento em que se iniciar o processo, determinando um prazo para que o Estado/governo viabilize o canabidiol ao paciente, estabelecendo multa diária em caso de descumprimento de decisão, obrigando que o Estado entregue o canabidiol na data por ele determinada.

 

Esta multa, ao final do processo será revertida em favor do autor da ação, a fim de remunerar os transtornos causados.

 

Importante frisar que a liminar é um instrumento jurídico utilizado em situações excepcionais, portanto, se o Juiz não sentir confiança nas alegações apresentadas, bem como nos documentos juntados ao processo, por precaução pode negar o pedido liminar, obrigando o autor a esperar o final do processo para ter o medicamento.

 

Contudo, a negativa do pedido liminar não significa que o processo está perdido, mas somente que o Juiz não enxergou urgência grande o suficiente para obrigar o custeio do medicamento antes mesmo de ler a defesa do Estado para a negativa. Clique e saiba mais sobre o que é liminar e o que acontece depois da análise da liminar.

 

Portanto, novamente ressaltamos a importância de se procurar um advogado especialista em ações contra SUS, vez que, alegações mal esclarecidas podem causar uma grande tempo de espera para conseguir o canabidiol necessário para seu tratamento.

 

Qual médico pode prescrever o Canabidiol?

Qualquer médico, mesmo fora do SUS, pode requisitar o uso do Canabidiol para tratar a doença diagnosticada, sendo que, como citado anteriormente, o CDB trata diversas patologias e, basta que o médico com base no relatório clínico solicite o medicamento.

 

O relatório clínico feito pelo médico responsável pelo tratamento é de extrema importância, pois em um relatório estão presentes todos os detalhes sobre a sua doença, o tipo de medicamento que vai ser usado e também dados que comprovam a necessidade do uso do Canabidiol para o tratamento. 

 

Com o relatório médico em mãos procure um advogado especialista no Direito da Saúde, com o auxílio do advogado você pode processar o SUS e buscar o fornecimento do Canabidiol para o seu tratamento.

 

 O SUS pode me negar o Canabidiol?

Se houver indicação médica, não é possível negar o fornecimento do canabidiol pelo SUS, pois o Sistema Único de Saúde não pode se recusar atender a prescrição médica, desde que atenda aos seguintes requisitos:

 

  • Registro na Anvisa: o canabidiol já possui registro na Anvisa e está liberado tanto para a comercialização quanto para a fabricação em território nacional. Portanto, este requisito está superado.

  • Incapacidade financeira: opaciente tem que comprovar que não tem capacidade financeira de pagar custear o canabidiol sem prejuízo de seu sustento. Caso você não tenha condições de cobrir com o tratamento por meio do canabidiol, você pode solicitá-lo através do SUS e, caso o órgão público negue fornecer a medicação você poderá entrar com uma ação judicial com o auxílio de um advogado especialista no Direito da Saúde.

  • Existência de outro medicamento na lista de cobertura do SUS onde por comprovação científica é igualmente eficaz ao Canabidiol: o médico deve afirmar que não existe outro medicamento na lista do SUS igualmente eficaz para tratar a doença. Bem por isto é importante um bom relatório clínico para buscar o fornecimento do Canabidiol na Justiça, sobretudo, como já dito, atestando que não existe outro remédio no SUS que faça o mesmo efeito do Canabidiol no organismo.

 

Existem casos na Justiça onde o SUS foi obrigado a fornecer o Canabidiol para os pacientes?

Sim. A seguir você pode observar determinações nos tribunais referentes ao fornecimento do canabidiol pelo SUS para os pacientes que atendem aos critérios exigidos. Neste primeiro caso o paciente garantiu o direito ao Canabidiol pelo SUS, o órgão público também foi condenado por dano moral:

 

APELAÇÃO  –  Mandado de segurança impetrado por infante contra ato praticado por agentes públicos do Município e do Estado – ECA – Saúde – Pedido de medicamento à base de Canabidiol – Sentença que denegou a segurança – Reforma – Presença dos requisitos cumulativos estabelecidos pelo C. STJ na oportunidade do julgamento do Tema 106 – Imprescindibilidade do medicamento para tratamento de saúde do impetrante demonstrada através de laudo médico fundamentado e circunstanciado – Incapacidade financeira da família para aquisição do medicamento evidenciada – Autorização de importação do medicamento emitida pela ANVISA que equivale ao registro – Precedentes – Intervenção judicial necessária para garantia de direito fundamental à saúde do infante – Fixação de prazo de 60 (sessenta) dias para cumprimento voluntário da obrigação – Arbitramento de multa diária no valor de R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais) em caso de descumprimento da obrigação principal, limitada a R$ 25.000,00 (vinte e cinco mil reais), para garantir a efetividade da tutela judicial.

 

Já neste outro caso, o SUS foi condenado a fornecer o canabidiol para o paciente pelo fato do relatório clínico constatar a necessidade de utilização do medicamento para tratar a doença diagnosticada: 

 

MANDADO DE SEGURANÇA. APELAÇÃO E REMESSA NECESSÁRIA CONSIDERADA INTERPOSTA. SAÚDE. Responsabilidade solidária dos entes federados. Inteligência do art. 23, II, da CF. Incidência das Súmulas nº 29, 37 e 66 do TJSP. Fornecimento do medicamento à base de canabidiolPrevalência das normas que tratam da tutela à vida e à saúde. Direito público e subjetivo que deve ser resguardado. Princípio da proteção integral. Disponibilização gratuitaRelatório médico pormenorizadoComprovação da necessidade do fármacoHipossuficiência financeira demonstrada. Importação do medicamento sem registro na ANVISA, nos termos da Resolução RDC nº 17/15. Simplificação dos procedimentos para aquisição de produtos à base de Canabidiol.

 

No caso abaixo, o paciente conseguiu o direito ao canabidiol pelo SUS tendo um bom relatório médico. Segundo a decisão, o relatório clínico foi determinante para o sucesso da ação:

 

AGRAVO DE INSTRUMENTO – Ação de obrigação de fazer – Fornecimento de medicamento à base de Canabidiol – Decisão que indeferiu a antecipação da tutela jurisdicional – Decisão que comporta reforma – Ação distribuída posteriormente à publicação do acórdão que julgou os recursos especiais repetitivos nº 1.657.156/RJ e nº 1.102.457/RJ e definiu os requisitos necessários para fornecimento de medicamentos fora da lista do SUS por parte do Poder Público (Tema 106) – Parte autora que satisfaz suficientemente tais requisitos cumulativos, aplicáveis ao caso concreto – Imprescindibilidade do medicamento pleiteado e ineficácia dos medicamentos alternativos fornecidos pelo SUS comprovadas através de relatório médico circunstanciado – Incapacidade financeira de arcar com os custos do medicamento evidenciada – Medicamento que, embora não registrado, tem a importação autorizada pela ANVISA, a indicar que foi submetido aos rigorosos critérios estabelecidos por esta autarquia especial a respeito da eficácia e segurança oferecida – Intervenção jurisdicional necessária – Garantia de direito fundamental.

 

Ainda preciso de autorização especial da Anvisa para poder processar o SUS para conseguir o Canabidiol?

Não. A produção e comercialização do canabidiol foi liberada no Brasil, portanto, não é mais necessária a autorização da Anvisa para utilizar o medicamento e exigir o fornecimento de canabidiol pelo SUS.

 

Com a nova determinação da Justiça, onde o Canabidiol está registrado pela Anvisa, a medicação não necessita ser importada como nos processos anteriores.

 

Você pode conseguir o Canabidiol (CDB) mais rapidamente em comparação aos períodos anteriores a decisão da Justiça. O fato de não haver todo o processo de importação já encurta todo o processo de fornecimento da medicação ao paciente. 

 

Para quais doenças posso processar o SUS para conseguir o Canabidiol?

O Canabidiol pode ser usado para tratar qualquer doença, basta que o CDB seja requisitado pelo médico responsável ao tratamento. Segundo o Advogado Especialista no Direito da Saúde Elton Fernandes você pode processar o SUS para conseguir o canabidiol para qualquer doença.

 

Como dito anteriormente, é importante destacar que uma indicação médica detalhada, contendo um relatório com todas as informações sobre o tipo da doença que o paciente apresenta e a comprovação de que outras medicações presentes no SUS não são eficazes em comparação ao canabidiol podem facilitar o sucesso de uma possível ação judicial.

 

Posso processar meu plano de saúde ao invés do SUS?

Sim, tanto o SUS quanto o plano de saúde tem a responsabilidade de fornecer canabidiol para o paciente, basta que o seu médico de confiança solicite a medicação e indique que o CDB é de suma importância no seu tratamento.

 

Você pode escolher e, embora nossa recomendação seja inicialmente processar o plano de saúde, caso tenha, importante conversar conosco para podermos tirar dúvidas e ajudar a escolher o melhor caminho, seja conseguir o canabidiol pelo plano de saúde ou pelo SUS.

 

Quem eu devo processar para conseguir o Canabidiol? O Estado? O Município? A União?

O Estado, o Município e a União são igualmente responsáveis por fornecer o Canabidiol, lembrando novamente que seu plano de saúde também tem obrigação de fornecer o medicamento.

 

Quem será processado é algo que seu advogado terá que avaliar, e com a experiência dele no tema será mais fácil decidir qual caminho percorrer.

 

Segundo o advogado especialista em Direito da Saúde, Dr. Elton Fernandes, tem sido mais comum processar o Estado para conseguir o medicamento Canabidiol, muito embora, repita-se, tanto o Município quanto a União tenham obrigação de fornecer o Canabidiol.

 

É verdade que o juiz pode chamar o Estado, a União ou o Município para responder a ação do Canabidiol mesmo que eu só tenha processado um deles?

É raro ocorrer isto, mas sim, a Justiça pode chamar alguém que originalmente não foi processado para também fazer parte da ação. Por exemplo, você pode processar só o Estado e o juiz entender que a união também deve ser processada, certamente ela fará parte do processo judicial.

 

Fale com seu advogado, pois sendo um profissional experiente ele poderá ajudar a sanar suas dúvidas sobre o processo para conseguir o Canabidiol.

 

 Se eu decidir processar o SUS e meu plano de saúde, o processo corre junto?

Não, são ações completamente diferentes para conseguir o Canabidiol. Uma ação contra o plano de saúde é feita em um fórum diferente daquele que é feito contra o SUS. Desta forma, se for o caso, seu advogado deverá mover duas ações, que não conflitam entre si.

 

Você pode optar por processar o SUS e o plano de saúde para deixar seu direito garantido, só não pode, na verdade, receber mais do que o necessário para o tratamento com o Canabidiol. Por fim, já se sabe que o Canabidiol pode ser útil a centenas de doenças, tais como:

 

  • - Epilepsia;
  • - Parkinson;
  • - Esclerose múltipla;
  • - Esquizofrenia;
  • - Dores crônicas;
  • - Distúrbios do sono;
  • - Ansiedade;
  • - Distúrbios alimentares.

 

Há outras centenas de doenças e transtornos globais do desenvolvimento como o caso de autismo, por exemplo. Sendo assim, havendo necessidade de utilizar este medicamento, procure um advogado especialista em ações contra o SUS a fim de evitar transtornos e viabilizar o medicamento com a maior celeridade possível.

O escritório Elton Fernandes – Advocacia Especializada em Saúde possui experiência em ações contra o SUS e planos de saúde.

 

Nossa equipe jurídica é altamente qualificada para entender as necessidades do cliente e apresentar as melhores alternativas jurídicas para garantir que o tratamento prescrito seja realizado o quanto antes, seja pelo SUS ou pelo plano de saúde.

 

Caso ainda tenha dúvidas sobre "canabidiol sus" ou como conseguir Canabidiol pelo SUS, ou mesmo esteja em busca do medicamento pelo plano de saúde, fale conosco.

 

Não importa se seu plano de saúde é Bradesco, Sul América, Unimed, Unimed Fesp, Unimed Seguros, Central Nacional, Cassi, Cabesp, Notredame, Intermédica, Allianz, Porto Seguro, Amil, Marítima Sompo, São Cristóvão, Prevent Senior, Hap Vida ou qualquer outro plano de saúde, em todos os casos é possível obter o medicamento.

 

Se seu plano de saúde recusou qualquer procedimento ou tratamento, fale conosco. Para falar com um dos nossos especialistas, você pode enviar um e-mail para contato@eltonfernandes.com.br. Caso prefira, ligue para (11) 3141-0440 envie uma mensagem de Whatsapp para (11) 97751-4087 ou então mande sua mensagem abaixo.

 

Siga nossas redes sociais e saiba mais sobre Direito da Saúde:

Canabidiol pelo SUS: Saiba como conseguir o CDB na Justiça   Facebook     Canabidiol pelo SUS: Saiba como conseguir o CDB na Justiça Instagram    Canabidiol pelo SUS: Saiba como conseguir o CDB na Justiça Youtube

Acompanhe o Dr. Elton Fernandes, especialista em ações contra planos de saúde, na imprensa:

 Elton Fernandes no programa Mulheres            Elton Fernandes no programa Santa Receita        https://www.eltonfernandes.com.br/uploads/tinymce/uploads/Radio-justica.png

Fale com a gente