Saiba o que fazer se seu plano de saúde descredenciar um hospital da rede

Saiba o que fazer se seu plano de saúde descredenciar um hospital da rede

O que fazer quando o plano de saúde descredencia médico ou hospital?

Ao contratar um plano de saúde, um dos fatores decisivos é a rede de hospitais, clínicas e profissionais credenciados ao serviço. Por esse motivo, o descredenciamento de profissionais e estabelecimentos gera inúmeras dívidas: o plano de saúde pode excluir prestadores da rede? É possível promover o restabelecimento da rede credenciada?

 

Neste artigo, produzido pelo escritório Elton Fernandes – Advocacia Especializada em Saúde, você vai entender melhor:

 

  • Em quais situações é possível descredenciar profissionais e estabelecimentos?
  • Quando o descredenciamento da rede é considerado ilegal e abusivo?
  • O que fazer caso haja um descredenciamento considerado irregular?

 

Para continuar e leitura e entender melhor o assunto, clique no botão abaixo e conheça seus direitos!

Continuar Lendo

 

O que diz a Lei sobre o descredenciamento da rede credenciada?

Antes de pensar no restabelecimento da rede credenciada, é necessário entender como funciona o descredenciamento desses prestadores de serviço e em quais situações a exclusão ou a substituição é considerada ilegal.

 

De acordo com a Lei dos Planos de Saúde (Lei nº 9656/98), os planos de saúde estabelecem um compromisso com os segurados ao incluírem estabelecimentos e profissionais à rede credenciada. Sendo assim, devem garantir a manutenção desse prestador de serviço ao longo do contrato.

 

É permitida a substituição do profissional ou estabelecimento por outro que seja equivalente, desde que haja comunicação prévia ao consumidor com 30 dias de antecedência e, segundo a jurisprudência, desde que o consumidor não esteja internado ou em tratamento no local. Nesse caso, é preciso ficar atento para que não ocorra nenhuma irregularidade durante esse processo, que prejudique o cliente.

 

Note que em princíoio é permitida a SUBSTITUIÇÃO do profissional ou estabelecimento (aqui entendido como a clínica médica, o hospital, etc.). Ou seja, caso haja um descredenciamento, o plano de saúde não pode simplesmente indicar que o segurado faço uso de um hospital, clínica ou profissional de saúde que já fazia parte da rede: é preciso incluir um novo prestador de serviço, equivalente ao anterior, e que não estava antes disponível na rede de atendimento.

 

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) estabelece que as operadoras de saúde apenas podem descredenciar hospitais em caráter excepcional, sendo obrigatória a substituição por outro equivalente e a comunicação da decisão à ANS e ao consumidor com 30 dias de antecedência (exceto em casos de fraude ou infração sanitária ou fiscal). No mais:

 

“Um plano de saúde só pode descredenciar um hospital se ele substituir esse hospital por outro equivalente. Veja, a regra diz que o hospital descredenciado deve ser SUBSTITUÍDO por OUTRO equivalente, de modo que se não for equivalente e não for um novo hsopital que o consumidor antes não tinha direito de usar, isto pode ser visto como ilegal”, afirma Elton Fernandes, advogado especialista em plano de saúde.

 

Salvo se o hospital ou clínica tiverem sido pegos em situação de calamidade sanitária, forem interditados ou estiverem em situação muito precária, quando então haverá justo motivo para rescisão do contrato do plano de saúde com o hospital e, nesta hipótese, o cancelamento visa justamente proteger o consumidor, vender uma rede credenciada para atrair consumidores e retirar aos poucos estes hospitais é medida ILEGAL e que pode ser combatida na Justiça via um advogado especialista em ação contra plano de saúde.

 

O especialista também ressalta que, em muitos casos, os hospitais descredenciados pelos planos de saúde são àqueles essenciais, de primeira linha, ou que oferecem tratamentos específicos (doenças cardíacas, oncológicos, entre outros). E, via de regra, são estabelecimentos mais custosos.

 

Nesses casos, é muito comum que a operadora ofereça opções muitas vezes inferiores ao serviço prestado anteriormente, o que é absolutamente ilegal. Para resolver a situação, é recomendado que você consulte um advogado especialista em planos de saúde e ingresse com uma ação judicial contra o plano de saúde.

 

Como um advogado especialista em planos de saúde pode me ajudar em casos de descredenciamento da rede do plano de saúde?

O advogado especialista em Direito da Saúde e ações contra planos de saúde é um profissional do direito que conhece bem a legislação do setor dos planos de saúde e pode analisar detalhadamente o seu caso e, se for possível, ajudá-lo a exigir o restabelecimento da rede credenciada.

 

Afinal, em muitos casos o cliente apenas fecha um contrato com plano de saúde porque foi convencido de que teria acesso a um determinado profissional da área médica ou estabelecimento de saúde. Nesses casos, o descredenciamento pode ser considerado ilegal e abusivo e você pode exigir o restabelecimento da rede credenciada.

 

Se você possui uma doença específica, por exemplo, e já realiza o tratamento em hospital ou clínica que foi descredenciada, reúna documentos como um laudo clínico detalhado sobre o caso e a importância do estabelecimento para a realização do tratamento correspondente.

 

Mas, lembre-se: mesmo que você não esteja realizando nenhum tratamento no momento, é seu direito exigir a manutenção da rede credenciada que foi ofertada no momento da contratação do plano de saúde.

 

“Quando eu contrato um plano de saúde, eu olho para a rede credenciada, eu olho para o preço: esse preço me atende e essa rede credenciada é a que eu quero para me tratar caso fique doente”, afirma o advogado especialista em plano de saúde Elton Fernandes.

 

É preciso, ainda, comprovar que o profissional ou estabelecimento de saúde fazia parte da rede credenciada. Além disso, também será necessário comprovar que não houve substituição equivalente ou que a indicação do plano de saúde já fazia parte da rede credenciada.

 

Consulte um advogado especialista plano de saúde, discuta o caso e lute pelos seus direitos.

 

Entre em contato com a equipe Elton Fernandes – Advocacia Especializada em Saúde e tire outras dúvidas! Somos especializados nesse tipo de ação, em processos contra o SUS e seguros, em casos de erro médico e odontológico e na revisão de reajustes abusivos.

 

Clique aqui e saiba como diminuir o valor da mensalidade do seu plano de saúde!

 

Não importa se seu plano de saúde é Bradesco, Sul América, Unimed, Unimed Fesp, Unimed Seguros, Central Nacional, Cassi, Cabesp, Notredame, Intermédica, Allianz, Porto Seguro, Amil, Marítima Sompo, São Cristóvão, Prevent Senior, Hap Vida ou qualquer outro plano de saúde.

 

Se seu plano de saúde recusou qualquer procedimento ou tratamento, se descredenciou hospital ou clínica, ou se você tem dúvidas sobre seu caso, fale conosco. Para falar com um dos nossos especialistas, você pode enviar um e-mail para contato@eltonfernandes.com.br. Caso prefira, ligue para (11) 3141-0440 envie uma mensagem de Whatsapp para (11) 97751-4087 ou então mande sua mensagem abaixo.

 

Siga nossas redes sociais e saiba mais sobre Direito da Saúde:

Saiba o que fazer se seu plano de saúde descredenciar um hospital da rede   Facebook     Saiba o que fazer se seu plano de saúde descredenciar um hospital da rede Instagram    Saiba o que fazer se seu plano de saúde descredenciar um hospital da rede Youtube

Acompanhe o Dr. Elton Fernandes, especialista em ações contra planos de saúde, na imprensa:

 Elton Fernandes no programa Mulheres            Elton Fernandes no programa Santa Receita        https://www.eltonfernandes.com.br/uploads/tinymce/uploads/Radio-justica.png

Fale com a gente