Erro médico: atraso em transferência de hospital público causa danos ao paciente e gera dano moral

Erro médico: atraso em transferência de hospital público causa danos ao paciente e gera dano moral

Atraso em transferência de hospital público causa danos ao paciente e gera dano moral

 

Em mais uma ação realizada por este escritório de advocacia, o Município de São Paulo foi condenado pela Justiça a indenizar uma paciente que precisou amputar membros em decorrência de embolia e trombose de artérias dos membros inferiores.

 

Ainda que o tratamento iniciado na paciente tenha sido adequado, houve necessidade de transferência para outro hospital e a demora foi crucial para o agravamento do quadro clínico.

Continuar Lendo

 

A perícia judicial realizada comprovou que o lapso temporal na realização do procedimento operatório para restabelecer o fluxo arterial foi longo, aumentando os riscos da paciente.

 

Segundo confirmou o Tribunal de Justiça, há caracterização de incapacidade parcial e definitiva e evidente dano estético estimado.

 

Veja trecho da decisão:

 

Indenização por danos morais, estéticos e materiais Erro médico Requerente que deu entrada em pronto socorro municipal com quadro de hipertensão, dor intensa e dormência no membro inferior esquerdo (MIE) Constatada a gravidade do quadro decorrente de oclusão arterial aguda e a necessidade de atendimento por cirurgião vascular Necessidade de amputação do MIE decorrente da demora na transferência para hospital estadual em condições de prestar o atendimento Ocorrência - Constatada a existência do necessário nexo causal entre o atendimento prestado pela municipalidade e o dano alegado.

 

A gravidade da doença deve ser considerada como fator decisivo para o início do tratamento. O paciente não pode esperar horas por uma transferência se disso depende a cura ou ao menos a melhora de seu quadro clínico.

 

A advogada Juliana Emiko Ioshisaqui, sócia do Escritório Elton Fernandes Sociedade de Advogados, advocacia especializada em Direito da Saúde explica que o paciente que se sentir lesado em procedimentos como esse deve procurar imediatamente um advogado para receber orientações e conseguir ingressar com ação judicial o quanto antes.

 

Nosso escritório é Especializado em Direito da Saúde e Erro Médico e conta inclusive com auxílio de médicos na análise de documentos para auxiliar em questões técnicas e aumentar as chances do paciente em uma ação judicial.

 

O Escritório Elton Fernandes tem vasta experiência em ação envolvendo erros médicos e danos morais e está apto para sanar suas dúvidas.

 

Para mais informações sobre ações envolvendo erro médico e indenização a pacientes, entre em contato conosco através dos telefones (11) 3251-4099, ou pelo WhatsApp (11) 97751-4087 e agende uma reunião gratuitamente.

Fale com a gente