Ocrelizumabe - Plano de saúde é obrigado a fornecer remédio para esclerose múltipla

Ocrelizumabe - Plano de saúde é obrigado a fornecer remédio para esclerose múltipla

Ocrelizumabe - Plano de saúde é obrigado a fornecer remédio.

 

A esclerose múltipla é uma doença crônica que afeta cerca de 35 mil pessoas no Brasil, segundo a Associação Brasileira de Esclerose Múltipla – ABEM, para a qual não há cura. Ela ocorre quando o sistema imunológico ataca anormalmente as células do sistema nervoso do cérebro, medula espinhal e nervos ópticos, causando inflamação e danos consequentes. Essa patologia causa muitos sintomas diferentes, entre eles perda de visão, dor, fadiga e comprometimento da coordenação motora.

 

O medicamento Ocrelizumabe é o primeiro e único medicamento que obteve aprovação para o tratamento da esclerose múltipla primária progressiva, além de  preservar funções importantes do sistema imunológico, como a formação de anticorpos.

 

Os pacientes com esclerose múltipla que fizeram uso do Ocrelizumabe, mostraram menos evidências de progressão da doença também na função dos membros superiores e menos problemas na marcha e, segundo o advogado especialista em plano de saúde Elton Fernandes, todos os planos de saúde são obrigados a fornecer o medicamento Ocrevus - ocrelizumabe.

 

Acompanhe mais uma decisão judicial:

 

Continuar Lendo

 

AGRAVO DE INSTRUMENTO. RELAÇÃO DE CONSUMO. PLANO DE SAÚDE. RECUSA EM FORNECER MEDICAMENTO. INIDICADO PARA O TRATAMENTO DE PACIENTE PORTADORA DE ESCLEROSE MÚLTIPLA. OCRELIZUMABE. DECISÃO AGRAVADA QUE CONCEDEU A TUTELA PROVISÓRIA. DETERMINANDO O FORNECIMENTO DO FÁRMACO. IRRESIGNAÇÃO DA PARTE RÉ.

 

Considerando estudos clínicos, o Ocrelizumabe tem o potencial de mudar o curso da doença esclerose múltipla e concretizar o objetivo de transformar o avanço no conhecimento científico em novas terapias que atendam às necessidades dos pacientes.

 

Veja também: Ilaris - plano de saude deve fornecer medicamento

 

Havendo prescrição médica atestando a necessidade do medicamento Ocrelizumabe e possuindo a negativa do plano de saúde, o paciente poderá procurar este escritório de advocacia com urgência a fim de buscar tal direito na Justiça, o que pode ser garantido em 48 horas, como é de costume.

 

Com sede na Avenida Paulista, 575 - Cj. 203, na cidade de São Paulo, o escritório Elton Fernandes Sociedade de Advogados possui uma vasta rede de advogados em quase todo Brasil que pode ajudar a garantir seu direito.

 

Ficou com dúvidas? Ligue e agende sua consulta com nossos advogados no telefone 11 – 3141-0440 ou pelo whatsapp 11 – 97751-4087.

São mais de 4.000 ações judiciais
elaboradas ao longo dos anos.
Fale com a gente