Erro médico em mamoplastia e abdominoplastia obriga médico a indenizar paciente

Erro médico em mamoplastia e abdominoplastia obriga médico a indenizar paciente

Mamoplastia e abdominoplastia – maus resultados obrigam a indenizar paciente

 

O erro médico em cirurgias plásticas é dos casos mais comuns que chegam cotidianamente ao nosso escritório. A Justiça de São Paulo voltou a condenar profissionais após maus resultados em cirurgias plásticas de mamoplastia e abdominoplastia.

 

Em recente caso julgado pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, a avaliação pericial confirmou que a paciente é portadora de sequelas com danos nas mamas e abdômen, além de dano psíquico de grau leve.

 

Continuar Lendo

 

Veja trecho da decisão:

 

As cirurgias estéticas, como é cediço, se enquadram como típica obrigação de resultado, afinal, visam proporcionar uma melhora na aparência do paciente.

(...)

Portanto, constatado o erro médico. No que concerne à indenização por dano moral, essa é patente, ante o sofrimento experimentado pela apelada, que não está mais apta, ante a sua idade, a se submeter a nenhum outro procedimento para correção. Assim, devida, no valor outrora fixado, a indenização.

 

O Magistrado ainda foi claro ao confirmar que o resultado  não apenas foi diverso do esperado, como acarretou deformidades e cicatrizes, configurando claro erro médico.

 

Segundo a advogada sócia do Escritório de Advocacia Elton Fernandes, Dra. Juliana Emiko Ioshisaqui,  existem inúmeras ações como essa tramitando na Justiça e os erros podem surgir de várias formas: “São diversos os tipos de erro em cirurgia plástica que podem ser indenizados. Temos casos de cicatrizes, assimetria, flacidez, ou seja, casos em que houve piora na estética, mas temos também os casos em que simplesmente não houve melhora. O direito à indenização não está apenas no fato da paciente ter a estética agravada, mas também em contratar algo sem ter o resultado esperado”.

 

A Justiça tem protegido consumidores que passam por situações consideradas como erro médico: o paciente deve buscar seus direitos na Justiça, pois erros como esse podem ser provados e indenizados. O paciente já está insatisfeito quando procura uma cirurgia estética e um erro piora sua condição e aumenta o abalo psíquico.

 

A pessoa que se sentir lesada deve reunir todos os documentos referentes à cirurgia e procurar sempre um advogado especialista na área, contando detalhadamente seu caso para que o advogado possa auxiliá-la a entender quais pedidos de indenização serão feitos e como ajudar a amenizar os danos.

 

O Escritório de Advocacia Elton Fernandes é especializado em ações de erros médicos.

 

Se ficou com dúvidas sobre ações envolvendo erro médico, entre em contato com nosso escritório através do telefone (11) 3251-4099, ou pelo Whatsapp (11) 97751-4087 e agende uma reunião.

Fale com a gente