Darolutamida (Nubeqa) deve ser coberto pela Unimed? Veja!

Darolutamida (Nubeqa) deve ser coberto pela Unimed? Veja!

 

Se você tem dúvidas se o darolutamida (Nubeqa) deve ser coberto pela Unimed, saiba que TODOS os medicamentos que possuem registro sanitário no Brasil pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) devem ser cobertos pelos planos de saúde.

 

O medicamento darolutamida 300 mg, segundo a bula, é indicado para o tratamento de pacientes com câncer de próstata não metastático resistente à castração. De acordo com a Lei, o paciente com indicação médica deve ter acesso ao tratamento.

 

Mas, você sabe como agir caso o seu plano de saúde se negue a pagar pelo medicamento? Para falar sobre o assunto, a equipe do escritório Elton Fernandes – Advocacia Especializada em Saúde preparou este artigo respondendo:

 

  • A Justiça aceita as alegações da Unimed para negar a cobertura do medicamento darolutamida?
  • O que diz a Justiça sobre a cobertura de medicamentos fora do rol da ANS ou considerados de uso off label?
  • O que deve ser feito caso haja negativa de cobertura do medicamento? A Justiça costuma ser rápida nesses casos?

 

Não deixe de lutar pelo seu direito e pelo tratamento prescrito. Clique no botão abaixo para continuar a leitura e saiba como exigir judicialmente a cobertura do darolutamida pelo plano de saúde Unimed.

Continuar Lendo

 

A Unimed alega que o meu tratamento com darolutamida é off label. O plano de saúde pode negar a cobertura nesse caso?

Não, o darolutamida (Nubeqa) deve ser coberto pela Unimed e a negativa de cobertura, com base no uso off label (para tratamento que não foi indicado expressamente na bula), é considerada como abusiva.

 

“Não nos importa que o rol de procedimentos da ANS, não contempla o medicamento que você precisa. Tampouco é relevante se o medicamento que você precisa, por exemplo, não estiver indicado em bula para a sua doença”, destaca Elton Fernandes,
advogado especialista em planos de saúde.

 

O especialista destaca que o plano de saúde NÃO PODE interferir na prescrição médica. O médico de confiança do paciente, credenciado ou não ao plano, é o profissional mais preparado para determinar a melhor opção de tratamento.

 

Ainda que o medicamento darolutamida seja indicado para um tratamento off label ou então que seja considerado um medicamento fora do rol da ANS, a cobertura deve ser garantida a todo paciente que apresentar prescrição médica.

 

Meu plano de saúde diz que o medicamento está fora do rol da ANS e não possui cobertura contratual. A Justiça pode ser favorável nesse caso?

Sim, o medicamento darolutamida (Nubeqa) deve ser coberto pela Unimed ainda que esteja fora do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar).

 

O rol da ANS, como bem lembra o advogado especialista em plano de saúde e liminares Elton Fernandes, deve ser considerado como um guia com o MÍNIMO que os planos de saúde devem cobrir.

 

Por essa razão, para determinar a cobertura do darolutamida pelo plano de saúde, a Justiça leva em consideração o registro do medicamento pela Anvisa:

 

“A Lei determina que todo medicamento que tenha registro sanitário no Brasil pela Anvisa seja fornecido pelo plano de saúde aos pacientes”, afirma o especialista.

 

A Lei é superior ao rol da ANS. Desse modo, qualquer negativa de cobertura de um medicamento registrado pela Anvisa contraria a Lei e, por esse motivo, é considerada ilegal e abusiva pela Justiça.

 

Minha solicitação de cobertura para o medicamento darolutamida foi negada. O que devo fazer?

Em caso de negativa de cobertura, é possível mover uma ação judicial com pedido de liminar para garantir na Justiça, rapidamente, que o darolutamida (Nubeqa) deve ser coberto pela Unimed ou qualquer outra operadora ou seguradora de saúde.

 

“Peça que o seu médico faça um bom relatório, que recomende a você as razões pelas quais esse medicamento é importante e porque ele é urgente para o seu caso. Com isso, nós poderemos acionar seu plano na Justiça e rapidamente garantir a você esse direito”, reforça o advogado
Elton Fernandes.

 

Consulte um advogado especialista em ação contra plano de saúde. Assim, um profissional da sua confiança poderá orientá-lo sobre como funciona esse tipo de ação e quais outros documentos serão importantes para o andamento do processo.

 

Em quanto tempo uma liminar pode garantir o meu acesso ao darolutamida?

As ações judiciais com pedido de liminar são analisadas em pouco tempo pela Justiça. Especialmente em casos relacionados ao Direito à Saúde, a liminar pode garantir logo no início da ação que o paciente tenha acesso ao tratamento prescrito.

 

“Não raramente, em 48 horas nos temos conseguido na Justiça o fornecimento desse tipo de medicamento”, ressalta o advogado Elton Fernandes.

 

A liminar não configura o final da ação judicial, mas sim a antecipação de um direito que, caso não seja concedido com urgência, pode causar danos e prejuízos para a saúde do autor. Saiba mais sobre o que é liminar e o que acontece depois da análise da liminar no vídeo abaixo:

 

 

Posso ser punido pelo plano de saúde? O contrato pode ser cancelado caso eu entre com uma ação na Justiça?

Não. O advogado Elton Fernandes destaca que você não deve ter medo ou receio de processar o seu plano de saúde. Seu contrato não será cancelado por essa razão. Fale com um especialista em Direito da Saúde e lute pelo seu direito!

Ainda tem dúvidas? Fale com um dos nossos especialistas

O escritório Elton Fernandes – Advocacia Especializada em Saúde atua em casos de erro médico ou odontológico, ações contra o SUS e seguros, ações contra planos de saúde e casos de reajuste abusivo no plano de saúde.

 

Não importa se seu plano de saúde é Bradesco, Sul América, Unimed, Unimed Fesp, Unimed Seguros, Central Nacional, Cassi, Cabesp, Notredame, Intermédica, Allianz, Porto Seguro, Amil, Marítima Sompo, São Cristóvão, Prevent Senior, Hap Vida ou qualquer outro plano de saúde, pois todos têm obrigação de fornecer o medicamento.

 

Para falar com um dos nossos especialistas, você pode enviar um e-mail para contato@eltonfernandes.com.br. Caso prefira, ligue para (11) 3141-0440 envie uma mensagem de Whatsapp para (11) 97751-4087 ou então mande sua mensagem abaixo.

 

Siga nossas redes sociais e saiba mais sobre Direito da Saúde:

Darolutamida (Nubeqa) deve ser coberto pela Unimed? Veja!   Facebook     Darolutamida (Nubeqa) deve ser coberto pela Unimed? Veja! Instagram    Darolutamida (Nubeqa) deve ser coberto pela Unimed? Veja! Youtube

Acompanhe o Dr. Elton Fernandes, especialista em ações contra planos de saúde, na imprensa:

 Clique e acompanhe Elton Fernandes no programa Mulheres            Clique e acompanhe Elton Fernandes no programa Santa Receita        Clique e acompanhe Elton Fernandes na Rádio Justiça

Fale com a gente